segunda-feira, 12 de outubro de 2015

8 dicas para ter uma gravidez feliz


Busque apoio

Do obstetra, do companheiro, da família e de quem mais quiser/puder ajudar. A gestação traz alegrias, mas também medos, já que as novidades são inúmeras. E saber que poderá contar com as pessoas que a cercam desde já vai deixá-la mais tranquila.

Mexa-se!

Os exercícios físicos durante a gravidez liberam o hormônio endorfina no organismo, que promove relaxamento. Além disso, manter-se ativa nesse período ajuda a controlar o peso, melhora a circulação e diminui as dores nas costas. Por isso, nada de ficar parada!

Coma direito

Uma alimentação equilibrada na gravidez é fundamental para o desenvolvimento do bebê – e também pode influenciar o humor. De acordo com a ONG inglesa Food and Mood Project (Projeto Comida e Humor), que estuda o impacto da alimentação sobre a saúde mental, consumir alimentos ricos em conservantes, açúcar refinado e estimulantes (cafeína e chocolate, por exemplo), excessivamente, pode favorecer o estresse e a depressão. Já aqueles que contêm gorduras essenciais (como o ômega 3 encontrado nas oleaginosas), carboidratos complexos (pães e massas integrais), vitaminas e minerais (como frutas e verduras) e proteínas teriam efeito protetor.

Vá às compras

As melhores coisas da vida não são coisas, você sabe. Mas se envolver com o enxoval do bebê, das roupas à decoração do quarto, é uma das maneiras de começar a se conectar com ele. Psicologicamente falando, equivale a “preparar o ninho” para recebê-lo.

Fique zen

OK, falar é fácil. Na medida do possível, vale a pena manter uma postura otimista diante dos obstáculos da gravidez. Meditação, ioga e técnicas de respiração são alternativas que podem ajudá-la nesse desafio.

Troque figurinhas

Estar em contato com outras grávidas e trocar experiências, além de fazer com que você se sinta acolhida, vai deixá-la mais segura, especialmente por descobrir que essa montanha-russa de emoções da gravidez é comum à maioria das mulheres. Você pode encontrá-las nos cursos para gestantes (geralmente oferecidos por maternidades), de puericultura, de atividades físicas para grávidas e também em grupos na internet.

Cuide de você

Os quilos ganhos ao longo da gravidez tendem a afetar a autoestima – e por consequência, o humor – das gestantes. Mais um motivo para se cuidar! De cosméticos a tratamentos de beleza (como massagens e spas), há opções específicas para gestantes de sobra no mercado. Outro item fundamental é o guarda-roupa: invista em peças básicas e confortáveis (o que não significa grandes!), como batas, vestidos do tipo envelope, pantalonas e camisas, que poderão ser usadas também no pós-parto.

Faça amor!

Nas gestações fora de risco, o sexo está liberado do primeiro ao último trimestre. E, além de fortalecer a cumplicidade do casal nessa nova fase, as endorfinas liberadas pelo organismo durante o ato sexual ajudam a relaxar tanto a mãe quanto o bebê.

Fontes: Kaline Neri, professora de educação física especializada em gestantes, da Cia Athlética, em São Paulo (SP); Wanessa Bastos, enfermeira especializada em gravidez e puericultura, do Cuidar Materno, em Belo Horizonte (MG)
http://revistacrescer.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário