sexta-feira, 5 de abril de 2013

Aniversário de criança precisa ter bebida alcoólica?


Não há resposta em manual de etiqueta, o que vale é levar em conta a quantidade de adultos e o perfil deles

Daniela Tófoli




Aniversário de criança precisa ter cerveja ou outra bebida alcoólica? A questão não é das mais simples. Em tese, não. Se a festa é de criança, bebidas com álcool não são necessárias, ainda mais em comemorações que ocorrem de dia. Mas se levarmos em conta que estamos no Brasil e, principalmente, no verão, sabemos que muitos pais ficariam agradecidos ao serem contemplados com algo bem gelado além do guaraná... Portanto, a decisão é bem pessoal. 

Não há resposta em manual de etiqueta, o que vale é levar em conta a quantidade de adultos e o perfil deles. No primeiro aniversário da minha filha ofereci cerveja porque havia muitos adultos (como em toda festa de 1 ano...), mas nos outros tinha mais crianças e desisti da bebida. Sucos naturais e refrigerantes mataram a sede de todos. Mas o que fez sucesso mesmo foram os gelinhos, como os de quando éramos crianças. Não sobrou nenhum e tinha adulto querendo mais! 

Se estiver muito calor e quiser servir algo diferente com um pouco de álcool, que tal uma sangria? Nos aniversários do Miguel, filho da amiga Mariana Ditolvo, tem sempre fila para pegar mais. 

Além de ter aquela cor que combina com festa de criança, a receita é fácil: ponha uma garrafa de vinho tinto seco e 500 ml de refrigerante de limão para gelar por uma hora; pouco antes de servir misture ambos e acrescente 4 pêssegos, 3 maçãs e 1/2 abacaxi cortados em cubos pequenos; 1 limão-siciliano em rodelas; 2 colheres (sopa) de açúcar refinado e 50 ml de gim. Acrescente gelo e está pronto! 

Daniela Tófoli é diretora da CRESCER e mãe da Helena, de 3 anos. E-mail: dtofoli@edglobo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário