sexta-feira, 24 de março de 2017

Está pensando em engravidar? Veja 7 cuidados com a pele para fazer agora

Certos cremes e tratamentos devem ser evitados antes e durante a gravidez (Foto: Shutterstock)
Você deve saber que existem certos cremes e tratamentos que devem ser evitados durante a gravidez. Isso ocorre porque eles são, geralmente, maléficos para o seu filho ou então ainda não existem evidências científicas afirmando que são completamente seguros. Mas o que você pode desconhecer é que muitos desses cuidados com a pele também se aplicam para o momento em que você está tentando engravidar.

Pensando nisso, a revista norte-americana “Parents” separou algumas dicas do que você vai precisar colocar em prática para uma nova rotina de cuidados da pele, mantendo assim você e o seu bebê seguros e saudáveis. Vale para quem está pensando na possibilidade de ter um filho ou para quem está tentando engravidar.

1. Faça um check-up no dermatologista 

Sinais na pele podem mudar, escurecer, e se alongar durante a gravidez, então o melhor a se fazer é agendar uma consulta com o seu dermatologista. “Dessa forma, você não se preocupará sem necessidade,” diz Maritza Perez, dermatologista no Advanced Aesthetics em New Canaan, Connecticut, e diretora dos cosméticos no Mount Sinais Westin de Nova Iorque.

Essas consultas são extremamente importantes para fazer antes de tentar engravidar. Pesquisas recentes descobriram que o melanoma é mais agressivo e letal em mulheres grávidas. Um estudo de janeiro de 2016 desvendou que as mulheres que são diagnosticadas com melanoma maligno durante a gravidez ou após um ano do parto correm um risco cinco vezes maior de morte e estão, aproximadamente, sete vezes mais propícias para que o câncer se espalhe pelo corpo. Apesar dos pesquisadores não saberem exatamente o porquê, mudanças hormonais durante a gravidez, como o aumento dos níveis de estrógeno, podem fazer com que o câncer evolua.

2. Remova todas os sinais de pele e verrugas

“Se você quiser tirar algum sinal de pele, faça isso agora ou espere o parto ocorrer,” diz Karyn Grossman, dermatologista da Grossman Dermatology em Los Angeles e Nova Iorque. Mesmo que seja um procedimento simples, remover um sinal de pele envolve riscos de infecções e sangramentos, o que os dermatologistas acreditam ser um risco desnecessário, principalmente para as grávidas.

O mesmo vale para as verrugas que geralmente saem ao redor dos olhos, no pescoço e embaixo dos seios. “Você provavelmente vai querer remover as que você já tinha antes,” diz Maritza. Isso porque verrugas podem crescer e aumentar de tamanho durante a gravidez. Para remover, o dermatologista pode anestesiar a região e então cortar ou congelar para retirar. E problema resolvido!


3. Diga adeus para os retinoides

O bom e velho tratamento anti-rugas é uma péssima escolha para quem está tentando engravidar e para quem já está grávida. “Definitivamente, pare de usar os retinoides de todos os tipos,” Karyn afirma. Mesmo que uma pequena quantidade do produto seja absorvida pela pele, os retinoides podem prejudicar o feto. De acordo com um estudo de 2011, o ácido tem sido associado a bebês que nascem com algum tipo de defeito. “É muito importante checar o rótulo de qualquer produto que tenha um “anti” antes do nome, seja ele anti-envelhecimento, anti-acne ou anti-pigmentos, já que todos contêm retinol como um dos ingredientes,” acrescenta Karyn.

Fonte: paisefilhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário