quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Gravidez no verão


Como lidar com o calor durante a gravidez
Se o fato de estar grávida já causa algum desconforto físico, com a subida da temperatura esse desconforto tende a aumentar, especialmente a partir da segunda metade da gravidez. E se você vive num clima úmido a sensação térmica tende a ser mais elevada, dificultando ainda mais sua vida durante os meses de verão.

Para lidar com as temperaturas elevadas é fundamental que você estabeleça algumas rotinas, como beber mais líquidos, evitar atividade física intensa ou exposição prolongada ao sol, de forma a diminuir o desconforto e evitar riscos desnecessários para a saúde.

Riscos da gravidez no verão
Desidratação e perda de eletrólitos
Com o aumento de peso e uma maior intolerância ao calor, você terá tendência a suar mais do que o normal, perdendo eletrólitos com maior facilidade, o que pode no limite causar um desequilibro eletrolítico perigoso tanto para você como para o bebê.

Para compensar isso, você deverá aumentar o consumo de água e outros líquidos nos dias de maior calor.

Uma boa regra para adequar o consumo de água às temperaturas de verão é beber um copo de água adicional por cada hora de exposição ao calor.

Agravamento da retenção de líquidos
O edema ou retenção de líquidos é um sintoma comum da gravidez que tende a se agravar no verão.

No entanto, apesar do nome, esse problema não tem a ver com o fato de você beber água, mas sim com a menor capacidade de movimentação dos fluídos corporais que faz com que estes se acumulem nas zonas abaixo do coração, especialmente nas pernas e pés.

Não deve por isso reduzir o seu consumo de água na tentativa de diminuir a retenção de líquidos, mas sim beber mais água do que o habitual para contrariar a desidratação e manter o seu corpo saudável. Pode sim reduzir a quantidade de sal e açúcar na sua alimentação, o que a ajudará a evitar o acúmulo de fluídos e a formação de edema.

O uso de medicamentos diuréticos é também desaconselhado, pois podem reduzir a irrigação sanguínea no útero e causar problemas ao bebê.

Para aliviar o desconforto causado pelo edema você poderá usar meias de compressão e descansar com as pernas numa posição mais elevada do que o resto do corpo.

Se o edema dos pés for demasiado severo ou se ocorrer edema nas mãos, deve entrar em contato com o seu médico, pois poderá tratar-se de um sintoma de Pré-eclâmpsia.

Melasma e Erupções cutâneas
Durante a gravidez sua pele estará mais sensível aos elementos, podendo surgir, com maior frequência, irritações ou alterações cutâneas devido à exposição solar.

Melasma

Uma das alterações mais comuns é o Melasma, que se caracteriza por um aumento da pigmentação que causa o aparecimento de zonas mais escuras no rosto.

A melhor forma de prevenir o aparecimento de Melasma é a utilização de protetor solar, com fator 30 ou superior, sempre que estiver exposta ao sol.

“Alergia” ao sol

A exposição ao sol pode também causar uma reação cutânea semelhante a uma alergia, especialmente se você tiver pele clara. Tal como no caso do Melasma, a prevenção passa pelo uso de protetor solar, podendo também ser aplicada uma pomada para queimaduras solares de modo a aliviar os sintomas.

Erupções cutâneas devido a fricção

Outro problema frequente causado pelo calor são as erupções cutâneas devido à fricção em roupa mais apertada.

Estas erupções surgem normalmente como pequenos altos na pele acompanhados de coceira.

Nesses casos o melhor remédio é evitar roupas apertadas e usar tecidos que facilitem o refrescamento da pele, como o algodão.

Dicas para um verão sem sobressaltos

Evite as horas de maior calor – Tente organizar o seu dia de forma a que as tarefas que impliquem exposição ao calor sejam realizadas logo pela manhã ou no final da tarde.Evite também atividade física demasiado intensa pois a sua tolerância a esforços estará diminuída, mesmo nas horas de menor calor.

Procure um lugar fresco sempre que sentir: Cansaço, tonturas ou demasiada sede.
Em caso de persistência desses sintomas deverá falar com o seu médico.
Priorize as tarefas físicas – Não tente fazer tudo. Se alguma tarefa não for essencial peça a outra pessoa para fazê-la. Esforço em excesso e calor não combinam, especialmente durante a gravidez.

Beba água – Aumente o seu consumo de água para compensar o excesso de transpiração devido ao calor, mas sem exageros pois o consumo excessivo de água num curto período de tempo pode causar problemas de saúde.

Uma boa forma de contabilizar quanta água deve beber a mais é acrescentar ao seu consumo normal um copo de água por cada hora de exposição ao calor.
Tenha sempre à mão uma garrafa de água, especialmente quando estiver fora de casa.
Use protetor solar – O uso de protetor solar com fator elevado ajuda a prevenir o aparecimento de alterações cutâneas.

Pratique natação – Além de ser uma ótima forma de se refrescar, nadar irá ajudá-la a manter-se em forma e a aliviar a pressão causada pelo peso da barriga.
Tome ducha com maior frequência – Uma ducha rápida com água fria poderá ajudá-la a manter-se fresca nos dias de maior calor.

Em resumo
Você poderá reduzir o desconforto causado pelas temperaturas mais altas se tomar alguns cuidados básicos como beber água frequentemente e evitar esforços físicos nas horas de maior calor. E não se esqueça: use protetor solar sempre que estiver exposta ao sol.

Fonte: Guia da Grávida

Nenhum comentário:

Postar um comentário