terça-feira, 31 de janeiro de 2017

50 coisas que toda mãe de primeira viagem precisa saber



Sua vida mudará do dia pra noite e você só conseguirá entender bem como quando acontecer;

Por mais que você leia mil coisas sobre a maternidade, perceberá que na prática é bem diferente. Mesmo assim, informação nunca é demais e as leituras te farão tomar as melhores decisões;

Bebês choram por tudo. Isso é normal, porque ao contrário do que o choro significa para nós, adultos (tristeza, medo ou algum sentimento ruim), para o bebê é sua única forma de comunicação. Eles precisam chorar para demonstrar que tem algo de errado;

Recém-nascidos não fazem manha e nem vão ficar mal acostumados com o colo. Isso porque se eles não tem nem maturidade para segurar o próprio pescoço, como terão para manipular um adulto?

Por isso, dê colo ao seu filho sempre que achar que deve. Nunca o deixe chorando sozinho. Às vezes, a necessidade dele não é de algo físico, mas sim do aconchego que só o colo pode oferecer;

Você se acostumará com a nova rotina mais rápido do que imagina;

Aprenderá a cuidar do seu filho mais rápido ainda!

Os primeiros meses serão os mais cansativos e você terá a impressão de que será assim para sempre, mas não, vai passar voando e você sentirá falta do tempo em que seu filho cabia nos seus braços;

Nem sempre amamentar é fácil. Você não nasceu sabendo amamentar e nem seu filho a mamar, mas rapidinho vocês pegarão o jeito. Esse é um momento único a maravilhoso;

Muitas pessoas vão querer palpitar sobre tudo: como dar banho, que roupa colocar, o que você deve vestir, comer, falar. Não dê ouvidos a todos esses palpites, seu instinto de mãe é bem apurado para saber o que fazer;

Peça ajuda de pessoas confiáveis quando achar que não dará conta, principalmente no começo, toda ajuda – solicitada – é bem-vinda;

As noites parecerão intermináveis e é bem provável que seu filho acorde diversas vezes para mamar. É cansativo, mas passa depressa e logo você terá as noites de sono de volta para você;

Conforme eles crescem, apesar de ficar mais difícil, você estará muito mais preparada e achará mais fácil;

Bebês sujam roupas com uma velocidade incrível! Se não tem quem as lave, já vá cogitando em começar a lavar na máquina(com sabão especial);

Você não precisa e nem tem que ser uma super mãe, mulher, dona de casa e esposa tudo ao mesmo tempo e desde o começo. Faça as coisas conforme for conseguindo que uma hora a rotina voltará ao normal;

Crie uma rotina com seu bebê, hora do banho, de trocar, de dormir. Isso gera confiança nele, o que faz com que fique mais calmo e menos irritado;

Cólicas acontecem com quase todos os bebês até o terceiro mês. Faça compressas com fralda quente para aliviar, mas não se desespere, faz parte da maturação do intestino;

Na rua seu bebê dormirá profundamente, não importa quão barulhento estiver o ambiente. Em casa, se cair um pena no chão ele acordará;

A maternidade diz respeito sobre você e seu filho e não sobre outras mães e seus filhos;

O amor nem sempre chega junto com o bebê, ele acontece aos poucos e você não é uma péssima mãe por conta disso;

O pai do bebê pode demorar mais tempo do que você espera para se adaptar a nova rotina. É tudo muito novo para ele também;

Pode ser que você passe o dia de pijama, descabelada e nem se lembre de escovar os dentes no primeiros dias;

Aceite que você também precisa de um tempo para se adaptar a nova vida de mãe;

Comer e tomar banho serão atividades que nunca mais serão como antes;

As refeições serão frias e os banhos rápidos;

Começar a se atrasar para os compromissos é normal e vai acontecer mais do que você imagina;

Tudo aquilo que você falou que jamais faria começará a fazer;

Todas as críticas que fazia as outras mães parecerão não fazer sentido;

Sua mãe terá um significado completamente diferente na sua vida;

Seus pensamentos serão só sobre seu filho e o fato de agora você ser mãe;

As saídas com as amigas não serão mais tão frequentes;

Alguns amigos simplesmente sumirão depois que seu filho nascer, mas muitos outros vão surgir;

Você não corre o risco de enjoar do seu filho ou de ser mãe, mesmo nos dias de maior cansaço;

Seu cabelo vai cair tanto que você vai pensar que está ficando careca;

Suas prioridades vão mudar de tal forma que você nunca imaginou;

Você vai perceber que a vida passará a ser muito melhor depois que os filhos nascem;

Não vai se lembrar de como era a vida sem filhos;

Vai sentir saudades da liberdade que tinha antes, mas não trocará a nova vida por nenhuma outra;

Vai querer parar o tempo só um pouquinho, porque está tudo passando rápido demais;

Mesmo que você tente falar sobre outros assuntos, o foco sempre será maternidade;

Você vai descobrir o universo paralelo das mães, tão diferente do de agora;

Vai se perguntar como conseguiu viver tanto tempo sem aquele pedacinho de gente;

Vai chorar escondido quando pensar que não vai mais aguentar;

Vai trocar aquela bolsa linda de grife, por roupinhas novas para seu filho;

Vai preferir ficar em casa “lambendo” a cria do que ir para um lugar movimentado;

Vai querer mostrar para todo mundo o quanto seu filho é lindo;

Pode ser que seu corpo não volte a ser como antes;

Seu coração com certeza não será o mesmo;

No começo vai pensar onde estava com a cabeça quando resolveu ter filho e não vai nem querer pensar na hipótese de ter outro;

Essa fase vai passar, você vai se apaixonar tanto que logo começará a programar a vinda do próximo bebê!

Fonte: vida de gestante

Nenhum comentário:

Postar um comentário