quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Máscaras capilares ajudam a manter seus fios saudáveis sem precisar sair de casa

Foto: Getty Images.
As máscaras de tratamento capilar são produtos com compostos que visam tratar fios danificados, manter a beleza e saúde e também evitar possíveis danos. São produtos que podem ser utilizados em casa e na maioria dos casos são de uso simples e prático, o que é um fator que garante muito sucesso a esses itens.

Existem diversos tipos de máscaras capilares disponíveis no mercado, mas no geral, são divididas em 3 funcionalidades: hidratação, nutrição e restauração. Cada um desses 3 tipos de máscaras pode apresentar ingredientes variados e o uso deles varia com a necessidade específica de cada cabelo. A frequência de uso desses tratamentos também deve ser medida de acordo com o tipo de cabelo.

O tempo de permanência das máscaras nos fios costuma variar de acordo com o tipo de máscara. Máscaras de hidratação podem ter tempo de efeito mais curto, já as de nutrição e reconstrução apresentam tempo de uso mais longo, devido à intensidade do tratamento. Cada marca pode apresentar um modo ou tempo de uso diferente, portanto, atente-se às instruções no rótulo.

Para saber qual tipo de máscara é mais indicado para o seu cabelo e entender melhor como utilizar esses produtos, confira as dias abaixo:

Qual a melhor máscara para cada tipo de cabelo?

Como já dito, cada cabelo apresenta uma necessidade diferente de tratamento. Geralmente, é possível conferir nos rótulos qual a funcionalidade da máscara (hidratação, nutrição ou restauração) e lendo a lista de ingredientes você pode saber se aquela máscara cumprirá a função de nutrição no seu cabelo, por exemplo. Conversamos com a cabeleireira Carolina Leone da clínica Revigore, que indicou quais máscaras cada tipo de cabelo deve usar. Confira:

Cabelos ressecados
O ressecamento é um problema que não atinge apenas os cabelos quimicamente tratados, ao contrário do que se imagina. “Todos os tipos de cabelos ressecam, deve-se sempre hidratar seus cabelos, pois o sol, piscina, químicas com colorações, descolorações e alisamentos podem danificar e ressecar o fio”, orienta Carolina.

Tipos de máscara:
procure usar máscaras com alto poder de hidratação, pois ela vai agir devolvendo os lipídios para o fio e fechando a cutícula da fibra capilar, assim o cabelo fica mais sedoso e macio.

Quais ingredientes procurar: você deve procurar máscaras que contenham manteigas naturais como as de castanhas do pará e karité que podem ser associadas aos óleos de coco, macadâmia e óleo de argan.

Frequência de uso: usar duas vezes por semana até perceber a melhora do ressecamento depois faça manuntenções a cada quinze dias.

Cabelos sem brilho

A falta de brilho nos cabelos pode indicar diversos problemas, os mais comuns são: “ressecamento, desbotamento da cor, e falta de nutrientes”, comenta Carolina. É importante saber qual a causa e para isso pode ser necessário consultar um profissional.

Tipos de máscara: máscaras de nutrição vão devolver brilho e vitalidade para o fio.

Quais ingredientes procurar: você deve procurar máscaras que contenham algas marinhas, pantenol, aloe vera, e lanolina.

Frequência de uso: usar uma vez por semana ou sempre que tiver necessidade.

Cabelos crespos e cacheados

Cabelos crespos e cacheados podem necessitar de mais cuidados devido à dificuldade de receber a oleosidade natural produzida pelo couro cabeludo. “Cabelos com essa estrutura tendem a mais ressecados. A textura dificulta que a oleosidade produzida na raiz (nossa hidratação natural) lubrifique o fio inteiro, deixando-o bastante seco”, esclarece Carolina.

Tipos de máscara: máscara de hidratação e reparação intensa, geralmente são máscaras específicas pra esse tipo de cabelo.

Quais ingredientes procurar: máscaras que contenham óleo de coco, cacau, vitamina b5, proteína do trigo, proteína da soja, garantem hidratação e reparação intensa definindo melhor os cachos e retirando frizz.

Frequência de uso: aplicar sempre que lavar.

Cabelos loiros

Cabelos que passaram por descolorações, principalmente loiros em tons claríssimos, necessitam de diversos cuidados para reparar os danos causados e prevenir os futuros. “O cabelo loiro perde muitas propriedades e pode até se partir, necessitando de muitos tratamentos para sua recuperação”, recomenda a cabeleireira.

Tipos de máscara: máscaras reconstrutoras intercalando com máscaras hidratantes.

Quais ingredientes procurar: máscaras que contenham queratina, arginina, ômega 6, pantenol, silicones, polímeros de acrilato, cafeína, e niacinamida.

Frequência de uso: aplicar duas vezes por semana intercalando com a máscara de hidratação.
Cabelos com química

O uso constante de químicas pode afetar a estrutura do cabelo, portanto, é importante associar o uso de químicas ao uso de produtos que reponham os nutrientes que constituem a fibra capilar.

Tipos de máscara: máscaras nutritivas, hidratantes, e reconstrutoras.

Quais ingredientes procurar: máscaras que contenham queratina, colágeno, polisil, sericina, argenina, glicina, cistina, alanina, histidina entre outros.

Frequência de uso: aplicar duas vezes por semana intercalando máscaras nutritivas, reconstrutoras e hidratantes.

Cabelos com coloração

O uso de coloração pode ser prejudicial aos fios assim como as demais químicas. Outro problema é que os “fios coloridos estão sujeitos a perda de pigmentos ao serem submetidos a agressões externas como exposição solar e calor”, explica Carolina. O uso das máscaras pode aliar cuidados com a manutenção da cor para esses tipos de cabelo.

Tipos de máscara: máscaras que garantem a durabilidade da cor agem protegendo o pigmento dentro do fio.

Quais ingredientes procurar: máscaras que contenham gluconato de zinco, e antioxidantes como vitamina E, extrato de caviar e proteína da seda.

Frequência de uso: deve ser aplicada uma vez por semana.

É importante lembrar que cabelos mesmo sendo do mesmo tipo, podem apresentar características e necessidades de tratamento diversas. Em caso de dúvidas, é interessante procurar um(a) profissional, que avaliará as condições do seu cabelo e assim indicar qual o melhor tratamento com máscaras a seguir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário