terça-feira, 7 de junho de 2016

Dúvidas de grávida de primeira viagem

Imagem: Bolsa de Mulher.

Todo mundo nos blogs e instagram parecem saber de tudo, mas a verdade é que todo mundo tem dúvidas bobas, dúvidas de mãe de primeira viagem! Abaixo algumas dúvidas que eu tive e podem ser as mesmas que você:

Eu vou saber quando entrar em trabalho de parto?
Essa dúvida deve ser unânime para mães de primeira viagem. Fiz a pergunta para diversas pessoas, entre especialistas e amigas! O medo era demorar para perceber, não identificar as contrações (afinal eu nunca fui de sentir muita cólica). Antes eu achava que o primeiro indício de entrar em trabalho de parto era romper a bolsa – igual nos filmes, rompe a bolsa e a mocinha saí correndo para o hospital. Depois aprendi que nem sempre a bolsa rompe no início do trabalho de parto e o mais importante são as contrações ritmadas e dilatação. A bolsa também pode romper na parte de cima da barriga e não cair aquela água toda esperada de uma vez só, e sim aos poucos. Neste momento que estou escrevendo, não entrei ainda em trabalho de parto, mas já estou mais confiante de que vou saber a hora, pelo simples fato que toda mulher na hora sabe! Este texto do BabyCenter traz todas as informações de forma clara.

O que é o tampão?
Eu pensava comigo: “Bom, eu não tenho isso!” Achava que era um tampão colocado pelo médico nas pacientes por algum motivo. Só depois fui aprender que tenho sim, que trata-se de uma substância mucosa que protege o colo do útero e evita a entrada de bactérias. O tampão sair é um indício de trabalho de parto próximo, mas como cada corpo é um, pode demorar ainda alguns dias.

O que é mijão e culote?
São a mesma coisa! Mas não podiam apenas chamar de calça? Pode ser calça com pé ou não. Eu olhava as listas de roupa do bebê para levar na maternidade e não entendia pra quê tanta roupa, e qual peça era qual.

Manta, cueiro, fralda maior, fralda de ombro, pano de boca… tantos nomes!
É tanto pano que a gente se confundi com os nomes. Penso que no dia a dia cada mãe pode até criar a própria utilidade de cada um, afinal nada com a necessidade do dia a dia. Mas de forma geral e resumida: manta, em geral de lã (que pode ser mais fina ou mais grossa, dependendo da estação do ano e região que você mora), serve para aquecer o bebê, deixa-lo “embrulhadinho” e quentinho enquanto recém-nascido. O cueiro é um pano (em geral, de algodão) bem coringa: serve para enrolar o bebê ou para forrar o trocador, forrar o carrinho, a cadeirinha do carro. A fralda maior é de um tecido mais fino (parece uma gaze) e também é coringa, serve para cobrir algum lugar que for colocar o bebê para ele brincar, limpar algo que ele sujar. Fralda de ombro é menor do que a fralda grande, serve em geral para colocar no ombro após amamentação, para o beber arrotar, e assim proteger sua roupa. Usa-se também quando outra pessoa for pegar seu bebê, para colocar na roupa da pessoa protegendo o bebê. Pano de boca é um paninho menor, para limpar a baba do bebê ou, depois que começar a tomar suco e comer papinha, limpar a boca da sujeira. Esse pano fica exclusivo para uso no rosto do bebê, diferente dos outros que podem ser usados para várias coisas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário