quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Roupas novas para usar durante e depois da gravidez


Se você está pensando em renovar o guarda-roupa agora, mas quer aproveitar para usar as peças depois que o bebê nascer – sem parecer que está vestindo “roupa de grávida” –, siga os conselhos de quem entende tudo de moda e já passou por uma gravidez: a consultora de imagem Cristina Zanetti Gabrielli, mãe de Estela, 1 ano e 8 meses, da Oficina de Estilo. E a primeira dica é: você não precisa comprar só em lojas para gestantes! Confira as demais: Calças: prefira as que têm elástico na cintura, como a saruel, ou com cordões para amarrar nas laterais, que permitem o ajuste. Opte por tecidos mais molinhos, como malha ou plush, e as que têm corte reto, que ajudam a alongar a silhueta. Vestidos: pense que você poderá usá-los no inverno com legging ou meia- calça. Tecidos de malha são uma boa opção porque esticam e acompanham o crescimento da barriga. No pós-parto, você pode encurtar a barra, na altura do joelho ou menor, se preferir. E usar cintos! Faixas: enquanto na gravidez você vai usá-las logo abaixo dos seios para dermarcar a barriga, depois amarre as faixas na cintura – com cuidado para ver se, em vez de reduzir, elas não irão ampliar o quadril. Blusas: prefira as batas. No pós-parto, use com uma calça sequinha, para mostrar que você está mais magra. Cardigãs: eles vão alongar você, então funcionam superbem na gravidez e no pós-parto. Que tal investir em um?

Fonte: Revista Crescer


Passe na Brunnen Mamãe Bebê e conheça nossa coleção!

Um comentário:

  1. O que ela não explicou é que em uma loja normal a modelagem não é feita para as necessidades e mudanças no corpo da grávida, com isto o que vai acabar comprando são apenas numeros maiores,ou seja, maior em tudo, quando o problema basicamente esta na barriga e não no corpo inteiro, e por isto que o conforto e caimento não são os mesmos.

    A modelagem de uma loja especializada tem ajustes internos, que permitem que use e fique boa com conforto (de não apertar) e segurança (de não ficar larga e caindo), ao longo de toda a gestação, e mesmo depois no pós-parto, já uma de tamanho maior pode usar por menos tempo e não vai usar depois da gravidez da mesma forma...

    Este tipo de comentário da Cristina Zanetti Gabrielli não ajuda muito, e pelo contrário, só reforça o preconceito que ainda existe em relação a moda gestante.

    ResponderExcluir